Eduarda Abbondanza

Eduarda Abbondanza na sede da Moda Lisboa em Lisboa 05-02-2014 fotografia: Marisa Cardoso
Eduarda Abbondanza na sede da Moda Lisboa em Lisboa
Fotografia: Marisa Cardoso

Só de olhar para a Eduarda, sentimos a autoridade e o rasgo. Esta é a mulher que revolucionou mentalidades, tendências e que ousou ir mais longe do que lhe era permitido na altura.

Terminou o curso de estilismo e moda em 1984, estagiou no atelier de Ana Salazar e, no mesmo ano, juntou-se a Mário Matos Ribeiro para participar no stand Novos Talentos da Intermoda. Desde então, a dupla de criadores realizou inúmeros trabalhos, conjunta e individualmente, nas áreas da moda, cinema e teatro.

A inovação e criatividade de Eduarda e Mário eram incontornáveis. Em 1991, a convite do Pelouro do Turismo da Câmara Municipal de Lisboa, organizaram a primeira edição daquele que é um dos principais eventos de moda de Portugal, a ModaLisboa.

Quando a conheci, há 9 anos atrás, a Eduarda era para mim uma figura quase inatingível. Hoje, a admiração e o respeito aumentaram ainda mais, mas gosto dela como se gosta de um dos nossos. Porque ela me recebeu naquela família (ModaLisboa) e tornou-a minha.

É esta mulher e a sua história que eu quero que conheçam um bocadinho hoje. A história do primeiro evento de moda do país, que celebra este ano 25 anos de existência.

Como fundadora, como vê as principais diferenças entre a 1ª e a última edição da ModaLisboa? São algumas com certeza, mas o espírito de família e comunhão, o entusiasmo… É o mesmo?

Em 1990 o vereador com o pelouro do Turismo da Câmara Muncipal de Lisboa, Vítor Costa, convidou-nos, a mim e ao Mário Matos Ribeiro para realizar um evento de moda no âmbito das festa da Cidade, no Jardim do Tabaco. Foi a edição zero da ModaLisboa, um evento teste que misturava indústria, designers e estilistas.

A primeira edição, em 1991, realizou-se no Teatro São Luiz, e a enchente foi tão grande que não era possível circular nas ruas do Chiado. Foi surpreendente o sucesso imediato do evento.

Foi a partir da criação da ModaLisboa que assistimos a uma mudança de paradigma em Portugal na área da moda. A industria têxtil, apenas direccionada para a produção, deu lugar à indústria de moda com o desenvolvimento de várias áreas e profissionalização de várias actividades, como o ensino, imprensa especializada, fotógrafos, modelos, maquilhadores, cabeleireiros, produtores, comunicação, produção de livros, investigação, marketing, etc. Todas estas áreas eram praticamente inexistentes quando começámos.

Eu tive uma intervenção directa em todo este processo através da criação da ModaLisboa e porque fiz parte da criação da primeira licenciatura e mestrado de Moda em Portugal, na Faculdade de Arquitetura.

Em 25 anos muitas coisas aconteceram, foram várias as mudanças operadas, quer a nível interno, da estrutura da organização , como do próprio país. Há 25 anos éramos os únicos a apresentar as colecções dos criadores nacionais em Portugal e para o resto do Mundo. Fomos a primeira fashion week, fora do circuito das 4 capitais da moda. Durante todo este tempo temos sabido ultrapassar as crises e as dificuldades, temos encontrado respostas e soluções para continuar, e isso só é possível graças ao esforço continuado e ao trabalho incrível das equipas com quem tenho trabalhado.

Como vê a evolução da moda em Portugal, nestes últimos 25 anos? Estamos todos no bom caminho?

25 anos de ModaLisboa traduzem 25 anos de moda portuguesa. Acho sempre que podíamos ter avançado mais, que a indústria de moda em Portugal poderia estar mais desenvolvida e apresentar um maior crescimento. No entanto, olhar 25 anos para trás é uma vertigem, é uma avalanche de acontecimentos e a evolução é indiscutível.

Qual o seu maior orgulho, em relação à ModaLisboa? Afinal a Eduarda é a ModaLisboa. Sente-se orgulhosa desta quase sua segunda filha?

Sinto um grande orgulho neste projecto que ajudei a criar e que continuo a trabalhar há 25 anos. Tenho muito orgulho em todos os designers e marcas que a plataforma ModaLisboa lançou no mercado ao longo da sua história. Tenho muito orgulho em todos os projectos que temos desenvolvido, não apenas as apresentações das colecções em desfiles, mas de todas as exposições, das conferências, dos concursos, do mentoring aos jovens designers, das edições de livros, dos projectos internacionais, dos festivais de moda, dos showrooms, das lojas, das sessões de cinema, das festas, dos locais incríveis que descobrimos em Lisboa e demos a conhecer ao público em geral, da comunicação internacional e da projecção que demos à moda portuguesa, à cidade e ao país ao longo de 25 anos, dos prémios internacionais que ganhámos e do trabalho sério e consistente que temos desenvolvido com os nossos parceiros institucionais e patrocinadores… Todas estas iniciativas que são marcos da história da ModaLisboa, da cidade de Lisboa e da moda portuguesa.

São anos de amor para com a moda nacional. Qual é o seu maior desejo ou objectivo para o futuro?

Tenho muitos planos. Estou sempre a projectar. A ModaLisboa em si é um projecto de design. Os nossos objectivos estratégicos passam pela internacionalização e pelo desenvolvimento de áreas de actividade intrinsecamente ligadas aos desafios actuais. Uma coisa aprendi nestes 25 anos, é que com amor, perseverança e trabalho tudo se realiza e supera.

  • PUB

  • Instagram

    • Pela fresca  que se comea o dia tods mfw
    • Metade de mim faz anos! A minha parte mais calma
    • Sorry Im late for moschino show mfw
    • Aqueles 3 minutinhos que eu consigo descansar entre desfiles Off
    • Excited too see Missonis Manifesto   mmissoni mfw
    • SIS in logomania
    • First show  First Love   Look total da
    • Quando vais jantar a casa do sr embaixador do Reino
    • Taking a deep breath at 4 am  nunobaltazaratelier portuguesedoitbetter
  • Facebook

  • PUB