Haute Couture 2020

  • Chanel

Paris começou 2020 a receber a Haute Couture, como já é costume, e tudo pára para conhecer as novas criações dos nomes que muito influenciam o mundo da moda.

Givenchy foi uma verdadeira surpresa, uma apresentação rica e que realmente mostra a Alta Costura na sua essência. Em forma de retrospecção às primeiras criações da casa, Clare Waight Keller trouxe o romantismo inglês com flores, bordados, sensibilidade e detalhe. As formas e manipulações aos tecidos, como drapeados e volume nos decotes e mangas, já são a assinatura de marca da designer. Sem dúvida uma apresentação marcante.

O Grand Palais foi o palco da apresentação da Chanel, num jardim recriado para o desfile, que foram dadas a conhecer as peças que remetem para a juventude de Coco Chanel. Golas e colarinhos, pretos e brancos em tweed, botões jóia, brilhos, transparências e flores foram os reis da passerelle que trouxeram de volta um pouco daquilo com que começaram. Classe e simplicidade aliadas a pormenores marcantes com muita história.

Armani apostou num tipo de tecelagem artesanal, onde os tecidos são tingidos antes de serem tecidos, chamado Ikat, que encheu a passerelle de vida e cor. Com plissados, brilhos e folhos, os casacos foram a estrela da noite em várias formas, desde kimonos a blazers, com bordados e sobrepostos nos mais variados coordenados.

É esta a magia das Fashion Weeks, ver o mundo da moda a reiventar-se a cada ano que passa, sempre a surpreender.

 

  • PUB

  • Instagram

    No images found!
    Try some other hashtag or username
  • Facebook

  • PUB